Comunicação Interpessoal




A todos aqueles cuja liberdade de ser está no respeito, na escuta, na tolerância.


Comunicar-se relacionar-se, compartilhar: nada no mundo parece mais importante, mais essencial para a existência. Uma das aspirações mais profundas está em sentir-se ligado a um conjunto mais amplo, e nele, ser reconhecido, identificado.

Mas em nenhum lugar aprendemos a nos comunicar; isso não nos é ensinado na família, tampouco na escola.

O sistema escolar baseia sua comunicação numa dinâmica de pergunta-resposta em que o aluno se ver forçado a dar respostas decoradas. Durante quinze a vinte anos a maioria de nós é condicionada a responder de acordo com as expectativas do outro.

Assim, tornamos-nos deficientes, doentes no relacionamento.

Quando tomamos consciência de nossas falhas, precisamos de muito tempo para reaprender, reinventar meios concretos de ser melhor, de compartilhar melhor e de entender melhor o outro.

É necessário a cada um assumir a responsabilidade de melhorar a relação consigo mesmo e com o outro, temos que compreender mecanismos que regem a comunicação e as relações íntimas. Temos também que parar de acusar os outros pelo que não vai bem ou, por outro lado, de nos acusar e nos desqualificar.
Texto retirado do livro: O Segredo da comunicação Interpessoal

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?