Menina Mulher


Durante esses 30 anos vividos e mau-vividos, sempre fui fiel a meus sentimentos. Durante os últimos anos transitei em aréas de risco, devido o vasio do amor materno, vivi períodos tristes, solitários, foi uma luta ardúa, senti medo, fome, frio, mas não desisti.


Hoje o fato de não mais me iludir por ter sido ferida a fundo, e como não sou santa, não perdoo o que ela me fez.


Hoje reconheço que a mulher infeliz, incapaz e insegura, já não tem forças pra me machucar, até porque não preciso mais da aprovação materna, tampouco paterna.


Há pouco tempo descobri que não sou filha de mãe-colo e sim de mãe-Rainha, como princesa peço que minha mãe-Rainha abençõe a minha vida e puna severamente as pessoas que me humilharam e me maltrataram nos últimos anos.


Nos últimos dias o feminino e o masculino entraram em meu signo, uma sensação de plenitude, me sinto completa, descrevo o sentimento como poder pessoal, um presente do cosmos. Obrigada.


O que me cabe fazer, agora, é ser boa mãe para meu filho.


Que o universo conspire a meu favor.


Simone R.

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?