Poemas da fogueira II


Florescer

O espírito
sopra onde e quando quer
e não adianta esperar por ele
nem resistir a sua força
O vento que levanta a areia do deserto
vem do lugar errado
na hora incerta
e na ocasião sem lógica

Mas ele é um vento ardente
que queima os ossos
e reduz o desejo ao pó
Ele atravessa os limites do aço
e traz em si uma semente minúscula

Que paira sobre o deserto
E quando ele pousa
o deserto floresce.

(1998)
Rose Marie Muraro

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?