Símbolo do Espírito Santo_Vinho



"E não vos embriagueis com vinho, em que há devassidão, mas enchei-vos do Espírito" (Efésios 5:8). "Todos se maravilhavam e estavam perplexos, perguntando ums aos outros: que quer dizer isto? Outros, porém, zombando, diziam: Estão cheios de vinho!" (Atos 2: 12-13).




A Bíblia contrasta, ou em alguns casos compara a plenitude do Espírito Santo com embriaguez. Aqueles que tem experiência da plenitude do Espírito Santo, em seu coração entenderão bem o significado disto.




Como vinho, o enchimento do Espírito traz gozo e prazer aos corações. Apesar do vinho trazer mau resultado físico, o enchimento do Espírito Santo traz alegria espiritual e prazer celestial. A plenidade dele em nossa vida produz resultados maravilhosos: "Falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, dando graças sempre por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitai-vos ums aos outros no temor de Cristo"(Efésios 5:19,21). A plenitude do Espírito Santo faz-nos fortes na fé, e nos ajuda a servir a Deus _ não com entusiamo temporário, mas com gozo contínuo.




O vinho faz as pessoas parecem felizes, e também dá uma paz temporária à mente. Faz com que elas esqueçam ansiedade, preocupações ou tristezas. Porém tal estado não é normal, mas uma intoxicação. Quando o vinho é o Espírito Santo, não existe esse tipo de anestesiamento; o resultado é um estado normal de paz superambulante, permitindo-nos que nós livremos da ansiendade do mundo, cuidados e preocupações. Esta é a vontade do Criador!




Um terceiro afeito do vinho é que ele dá uma ousadia fora do comum, fazendo as pessoas assumirem atitudes corajosas, por vezes incontroláveis até. Vida cheia do Espírito Santo possui também coragem e ousadia.


O Espírito Santo pode transformar uma pessoa tímida, numa pessoa brilhante, ousada, que não tema em dar até a sua própria vida. A ousadia que vem com a plenitude do Espírito Santo, capacita-nos a amar a verdade, a justiça, a mansidão e a humildade; e também a pregar o evangelho com autoridade. Esta mesma plenitude dá-nos audácia para derrotar o pecado, e vivemos vida vitoriosa.




Por último, a pessoa embriagada não sente dor física porque os sentidos estão anestesiados. Vi uma vez um soldado estrangeiro moribundo e embriagado, agarrando arame farpado sem sentir que suas mãos sangravam. O Espírito Santo não entorpece nossos sentidos físicos, mas o poder do seu amor e sua força perseverante podem isolar-nos das setas malignas espírituais. O Espírito Santo nos dá força para nós marter-nos em pé , firmes.


É verdade que aqueles que são cheios do Espírito muitas vezes assemelham-se às pessoas embriagadas. Intoxicação com vinho representa um excesso perigoso, enquanto que a plenitude do Consolador torna a pessoa perfeita.


Texto retirado do livro Espírito Santo, meu companheiro, David Yonggi Cho


****************



Passagem das bodas de Canã : a transformação da água em vinho por Jesus Cristo




Na Bíblia o vinho era enaltecido como um licor escolhido por Deus para simbolizar o amor, sendo por isso citado cerca de 521 vezes em várias passagens. A Igreja Católica e, em especial, o monarquismo tiveram um papel fundamental para a implementação e desenvolvimento da cultura vinícola na Idade Média. Tornando-se a maior proprietária de vinhedos, deu a conhecer na época a técnica do fabrico do vinho à Europa.

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?