Janelas Killer

As três janelas da mente

Fonte: http://www.jdv.com.br/coluna/332/as-tres-janelas-da-mente

É o pensamento que dá vida ao intelecto humano funcionando como uma espécie de tijolo básico a partir de onde se assentam o consciente e o subconsciente que são os dois grandes pilares da mente humana. A parte consciente da mente que representa a capacidade de escolher É composta pela tríade: Eu sei o que faço, Eu quero fazer o que faço e Eu de fato sou livre para fazer o que faço, significando que tenho plena capacidade de escolha, autodeterminação e consciência crítica em relação ao ocorre comigo. Já na outra ponta do pensamento está segundo a parapsicologia Sistema Grisa, o subconsciente que age autonomamente, sem pedir licença ao consciente, daí o fato de muitas vezes pensar também aquilo que não quero pensar.

É no terreno do subconsciente que segundo (Cury, 2013) está localizado o gatilho da memória, disparando milhares de vezes dando os primeiros significados as imagens, aos sons e as formas de tudo o que ouvimos, vemos, sentimos e tocamos. Ao estudar mais sobre o assunto, se descobre que, quando este gatilho da memória, que parte do subconsciente e que por alguma razão é acionado, automaticamente se abre uma janela, deste modo sendo dado início a construção do pensamento, resultando na assimilação de informações que podem demandar no surgimento de fobias, de preconceitos, contudo, se fração de segundos o consciente toma consciência de tal fato é capaz de restabelecer o equilíbrio psíquico e emocional. A partir desta realidade, é que entram em campo no jogo da mente as três janelas, definidas pelo psiquiatra e terapeuta Dr. Augusto Cury como janelas neutras, janelas traumáticas e janelas saudáveis. Para Cury, a primeira dessas janelas é definida de JANELAS NEUTRAS, responsáveis por aproximadamente 90% dos registros mentais referentes ao cotidiano humano, aliás, local este de pouco conteúdo de cunho emocional.

Já as chamadas JANELAS TRAUMÁTICAS, ou também denominada de JANELAS KILLER, são as responsáveis pelo registro de experiências fóbicas, relacionadas a perdas, frustrações, privações, ao sentimento de culpa, de super proteção, do ter pena de....., evidentemente, não matando o corpo físico, mas acorrentando o consciente impedindo-o de ser o gestor maior da vida. Em terceiro lugar, ainda segundo Cury vem as JANELAS SAUDÁVEIS, ou LIGHT e que são as responsáveis diretas, por exemplo, pelas experiências de prazer, de altruísmo, tolerância, capacidade de analise crítica e de síntese em relação as realidades da vida do ser humano. Então! Sabedores da existência destas três janelas da mente, o grande exercício a se fazer é evitar que as janelas traumáticas tomem as rédeas da mente, desta forma vivendo-se mais equilibrada e prazerosamente.


Francisco Schork - Parapsicólogo Clínico e Institucional - Sinpasc 334 - francisco@schork.com.br - facebook: professorfranciscoschork@gmail.com


Francisco Schork

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?