Preconceito e Discriminação


"Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade." _ Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Apesar desse nobre ideal, o preconceito e a discriminação ainda afligem a humanidade. Essa triste realidade é um reflexo não só dos nossos tempos, mas também da imperfeição do ser humano. (Salmo 51:15) Mas a situação não esta perdida. Uma coisa é certa: talvez não consigamos eliminar a discriminação ao nosso redor, mas podemos acabar com os preconceitos que nós mesmos talvez tenhamos.

Um bom começo é admitir que nenhum de nós está imune a ter preconceitos. O livro Understandig Prejudice and Discrimination diz: "Ao pesquizar o preconceito, estas talvez sejam conclusões mais importantes:
(1) todos os dotados de raciocínio e fala podem nutrir preconceitos,
(2) geralmente é preciso um esforço consciente para diminuir o preconceito e
(3) é possível fazer isso, desde que haja motivação."

Alguns dizem que a educação é "a arma mais poderosa" contra o preconceito. Por
exemplo, a educação certa pode expor as causas dele, fazer com que examinemos nossas próprias atitudes com mais objetividade e nos ajudar a reagir com sabedoria quando nós somos as vítimas.

A raiz do problema

O preconceito leva as pessoas a distorcer, entender errado e até desconsiderar fatos que contrariam suas opiniões preconcebidas. Ele se origina de valores familiares aparentemente inocentes, mas mal direcionados, ou de conceitos distorcidos que algumas pessoas deliberadamente espalham sobre outras raças e culturas. O preconceito pode ser formentado pelo nacionalismo e por falsos ensinamentos religiosos. E pode ser resultado de orgulho exagerado. Ao considerar os pontos a seguir e os princípios bíblicos relacionados, que tal examinar suas próprias atitudes e ver se alguma mudança precisa ser feita?

Amizades. O ser humano é sociável por natureza, e isso é bom. Não é por nada que a Bíblia diz que "quem se isola procurará o seu próprio desejo egoísta" e desconsiderará a "sabedoria prática". (Provérbios 18:1) Mas devemos escolher bem as amizades, pois exercem escolher bem as amizades, pois exercem forte influência sobre nós. Por isso, pais sábios se preocupam muito com as amizades dos filhos.

Nacionalismo. Um dicionário define racionalismo como "um senso de consciência nacional que exalta uma nação acima de todas as outras e promove sobretudo sua cultura e seus interesses."

Racismo. Os racistas acreditam na "superioridade biológica, cultural e/ou moral de determinada população, povo ou grupo social", diz um dicionário. Contudo, a Enciclopédia Delta Universal declara que "não há nenhuma comprovação científica para apoiar as teses de superioridade [racial]". As extremas injustiças promovidas pelo racismo, como sistematicamente negar direitos às pessoas, são uma evidência dolorosa de que se baseia em falsidades e mentiras.

Religião. O livro The Nature of Prejudice diz: "Abusos inévitavelmente acontecem quando homens usam sua religião para justificar [empenhos egoístas] e preferências étnicas. É aí que religião e preconceito se misturam." O que surpreende, observa o livro, é a facilidade com que pessoas religiosas "trocam a devoção pelo preconceito". Isso fica claro quando igrejas aceitam apenas pessoas de certas raças e quando grupos religiosos promovem ódio, violência e terror.

Orgulho. Na forma de arrogância ou auto estima excessiva, o orgulho pode deixar a pessoa mais inclinada ao preconceito. Por exemplo, pode deixar a pessoa propensa a sentimentos de superioridade ou de desprezo pelos pobres e pelos de pouca instrução. Pode também leva-la a crêr na propaganda ideológica que axalta sua nacionalidade ou etnia. Propagandistas astutos, como foi o caso do ditador Adolf Hitler, deliberadamente estimulam o orgulho nacional e racial para conseguir apoio das massas e difamar aqueles considerados diferentes ou indesejados.

Assim, a bíblia alerta "Mas do que qualquer outra coisa e ser guardada, resguarda teu coração, pois dele procedem as fontes da vida"(Provérbios 4:23)

O amor vence o preconceito.

Nenhum comentário

Contact

Instagram

Postagem em destaque

Como criar o hábito de guardar dinheiro?